Farmácias passam imunes à crise

Em tempos onde a palavra crise toma conta dos noticiários para refletir a recessão econômica enfrentada pelo Brasil, com aumento do desemprego e do número de empresas que abrem falência, entre outros efeitos, o varejo farmacêutico parece estar imune a tudo isso, comemorando um crescimento de 12,66% nas vendas no primeiro semestre deste ano, com relação ao ano passado. Os dados são da Associação Brasileira de Redes de Farmácia e Drogarias (Abrafarma).

Em âmbito nacional, quem impulsionou o crescimento no varejo farmacêutico foram as grandes redes de farmácias. Somente no ano passado, as 9,7 mil unidades das redes venderam 56,2% dos produtos comercializados no País. Este número representa R$ 46 bilhões dos R$ 82 bilhões de faturamento do setor em 2015.

Foto: Shutterstock






0 visualização0 comentário