Farmácias associativistas crescem mais que mercado

Durante o 2º Encontro Febrafar 2016, o diretor de relacionamento do IMS Health, Eduardo Rocha, apresentou uma consolidação de dados promovida pela parceria entre a Federação Brasileira das Redes Associativistas e Independentes de Farmácias (Febrafar) e IMS Health. Segundos esses números, as farmácias das redes ligadas à Febrafar tiveram crescimento muito acima do mercado, entretanto, o mais importante foi a constatação de que as utilizações efetivamente das ferramentas de gestão oferecidas pela Federação proporcionaram um aumento ainda maior.

Segundo o levantamento, os associados Febrafar estão presentes em todo o território nacional, sendo representados por 52 bandeiras e 9.332 lojas ativas, que atingiram R$ 8,5 bilhões em faturamento nos últimos doze meses.

Contudo, os dados que mais chamam a atenção estão relacionados ao crescimento, uma vez que, enquanto o mercado de farmácias cresceu 11,4% no período de um ano (finalizado em julho de 2016) as redes associadas à Febrafar elevaram seu faturamento em 13,1% no mesmo período. Já as lojas que migraram para a Federação, tiveram um crescimento muito mais expressivo, atingindo o índice de 23% em unidades de medicamentos vendidos.

O faturamento das lojas associadas à Federação responde, atualmente, por 9,7% do total do mercado farmacêutico. Contudo, o que impressiona é que, devido à grande capilaridade da associação, em 918 cidades trabalhadas, a participação da Febrafar é superior a 50% das vendas totais do mercado. No entanto, é possível notar diferentes performances entre as redes associadas. Um dos grandes pontos é a utilização do Programa de Estratégias Competitivas (PEC), que faz parte do Programa de Fidelidade, disponível para adesão de todas as redes de farmácias afiliadas à Febrafar, tendo por objetivo oferecer uma política de preços competitiva, profissional e inteligente, por meio da concessão individualizada dos descontos.

Atualmente, cerca de 27% das lojas Febrafar já trabalham com o PEC, mostrando crescimento em faturamento acima da média: 17,7% durante o ano (período que acabou em julho de 2016) frente ao crescimento de 12% das farmácias que não utilizam o PEC.

“As lojas com PEC apresentam faturamento acima da média Febrafar e crescem de maneira mais acentuada nos dois primeiros anos após implementação do programa” explica Eduardo Rocha.

Foto: Shutterstock


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo