Dermatite seborreica: sintomas, causas e tratamentos indicados

A dermatite seborreica, também conhecida como caspa, eczema, sebopsoríase ou seborréia, é uma inflamação crônica, bastante comum e que se manifesta em partes do corpo onde existe maior produção de óleo pelas glândulas sebáceas.

A inflamação também pode ocorrer pela presença do fungo Pityrosporum ovale.

Desse modo, a dermatite seborreica se manifesta por lesões avermelhadas que coçam e descascam, principalmente na barba, no couro cabeludo, nas sobrancelhas, próximo ao nariz, dentro e atrás das orelhas, no peito nas costas. Bem como nas dobras da pele, como na virilha e nas axilas.

Neste artigo, você vai entender o que é a dermatite seborreica, como tratá-la, como preveni-la e também as diferenças entre os tipos de dermatite. Confira!

O que é dermatite seborreica?

A dermatite é uma inflamação crônica de pele, causada principalmente pela vermelhidão e descamação de áreas da face, do tórax e do couro cabeludo.

A doença, que é mais comum em pessoas do sexo masculino, possui períodos de melhora e de piora dos sintomas, e pode ser influenciada pelos hábitos de vida da pessoa.

A inflamação pode ter origem genética ou ser desencadeada por agentes externos, como estresse, alergias, situações de fadiga, álcool, baixa temperatura, medicamentos, bem como o excesso de oleosidade na pele

Além disso, a presença do fungo Pityrosporum ovale também é uma das origens da doença.

A dermatite seborreica também é comum em recém-nascidos, quando aparecem crostas marrons ou amarelas no couro cabeludo do bebê. Todavia, a condição, chamada de crosta láctea, é temporária e inofensiva.

Além disso, a doença não é causada pela falta de higiene e não é perigosa, ou contagiosa. Tais percepções errôneas costumam ser motivos de estigma e preconceito com a dermatite seborreica.

tratamento dermatite seborréica

Quais as causas da dermatite seborreica?

Como vimos anteriormente, a origem da inflamação não é totalmente conhecida.

Porém, a causa pode ter origem genética ou ser desencadeada por diversos fatores externos citados no item anterior. 

A presença do fungo Pityrosporum ovale  também pode causar a dermatite seborréica.

Principais sintomas da dermatite seborreica

Os sintomas da doença podem variar de uma pessoa para a outra, porém, os principais são:

  1. Lesões avermelhadas com descamação e coceira

  2. Possível perda de cabelo

  3. Escamas brancas que descascam e escamas amarelas que ardem

  4. Oleosidade no couro cabeludo e na pele.

Além disso, a dermatite seborreica pode ocorrer em diversas partes do corpo e devemos ficar atentos para identificá-la. Confira mais informações no tópico a seguir.

Como realizar o diagnóstico?

O diagnóstico é feito clinicamente por um dermatologista, que irá analisar a localização das lesões e o relato do paciente.

Serão observadas questões como as páulas ou máculas, eritematodas ou amareladas, descamativas, com aspecto gorduroso.

Em alguns casos, para realizar o diagnóstico é necessária a realização de exames clínicos, como o teste de contato, a biópsia e o micológico.

Tipos de Dermatite 

A dermatite pode ser seborreica, atópica, alérgica, herpetiforme, esfoliativa, entre outras. 

Confira as outras variáveis a seguir:

Dermatite alérgica

A dermatite alérgica provoca o surgimento de coceira, vermelhidão e bolhas em locais da pele que tiveram contato com substâncias irritantes. 

Tais substâncias podem variar de pessoa para pessoa. Assim, alguns exemplos são: cosméticos, perfumes, bijuterias, entre outros. 

Para evitá-la, a melhor indicação é evitar o contato com a substância que causa alergia.

Dermatite herpetiforme

A dermatite herpetiforme também é uma doença crônica que é causada pela intolerância ao glúten. 

A pessoa com dermatite herpetiforme possui pequenas bolhas que provocam coceira e sensação de queimação.

Dermatite atópica

A dermatite atópica é caracterizada pelo aparecimento de lesões vermelhas e acinzentadas que causam descamação e coceira.

Dermatite numular

A dermatite numular se caracteriza pelo surgimento de manchas arredondadas que ardem e coçam. 

Normalmente, esta dermatite também causa bolhas e crostas devido a infecções bacterianas e ao ressecamento da pele.

Dermatite esfoliativa

A dermatite esfoliativa é grave e causa vermelhidão e descamação em grandes áreas do corpo. 

Este tipo de dermatite costuma precisar de internamento hospitalar para fazer o uso de medicamentos como corticoides.

Dermatite perioral

Mais comum em pessoas do sexo feminino, com idades entre 20 e 45 anos, a dermatite perioral é caracterizada por manchas irregulares na pele ao redor da boca.

Dermatite ocre

A dermatite ocre é caracterizada pela coloração marrom ou roxa nos tornozelos e nas pernas causadas pelo acúmulo de sangue. 

O tratamento para essa dermatite costuma ser mais simples, tratado com a utilização de meias elásticas e elevação e repouso das pernas.

Dermatite de fralda

A dermatite de fralda ocorre quando a pele do bebê fica irritada devido ao contato com o plástico da fralda. 

Essa dermatite pode ser tratada facilmente com a limpeza adequada do local e pomadas para assaduras.

caspa

Principais tratamentos para a seborreia

O tratamento das crises varia e pode envolver mudanças simples de atitude, como a interrupção do uso de cosméticos; o não uso de bonés ou chapéus; o uso de creme e pomadas que contenham antifúngicos e outras ações especificadas por dermatologistas.

Todavia, todas as dermatites podem ter seus sintomas amenizados, em sua maioria combinando o tratamento com medicamentos a mudanças no estilo de vida.

Contudo, a principal recomendação é procurar um médico para receber a orientação correta e iniciar o tratamento rapidamente.

Fatores de risco da dermatite seborreica

Alguns fatores de risco podem aumentar a chance de desenvolver a dermatite seborreica e outras dermatites. 

Alguns deles são:

  1. Familiares com a doença.

  2. Infecção pelo HIV.

  3. Pele e cabelos oleosos.

  4. Derrames ou outras condições neurológicas, como a doença de Parkinson.

sintomas dermatite seborréica

Como prevenir a dermatite seborreica?

Não existe uma fórmula mágica para prevenir o desenvolvimento ou a reincidência da dermatite seborréica.

Entretanto, alguns cuidados podem tornar o tratamento mais fácil e reduzir as chances da doença aparecer. 

 Confira algumas recomendações:

  1. Ter uma boa alimentação;

  2. Não fumar;

  3. Consumir bebidas alcoólicas moderadamente;

  4. Utilizar xampus e hidratantes adequados diariamente;

  5. Evitar banhos muito quentes e demorados;

  6. Enxugar o corpo sem esfregar a pele;

  7. Evitar o contato com substâncias que causem alergia;

  8. Usar roupas que não retenham o suor (evitar tecidos sintéticos, por exemplo), e;

  9. Controlar o estresse e a ansiedade.

Adultos

As atitudes para controlar a dermatite seborreica variam de pessoa para pessoa e também da região e da intensidade que os sintomas aparecem.

Durante as crises é recomendada a lavagem regular da pele com água e sabão. Assim, evitando o uso de cremes, perfumes e outros itens muito perfumados.

Além disso, evite produtos que contenham álcool e utilize roupas leves de algodão. Isso ajuda a manter o ar circulando na pele e reduz a irritação.

No caso dos homens, a barba e o bigode podem acentuar a dermatite seborreica. Considere barbear-se. 

Evite coçar a pele, pois pode aumentar o risco de infecção e a irritação. Para a coceira, hidratar a região e fazer compressas com água morna pode auxiliar.

Por isso, siga o tratamento correto orientado pelo seu dermatologista e as orientações recomendadas no item “Como prevenir a dermatite seborreica?”.

caspa bebê

Crianças

As mesmas orientações descritas para os adultos podem ser feitas com as crianças.

Contudo, para um melhor tratamento das crises e da dermatite seborreica, o recomendado é que você consulte um dermatologista.

Leia também: Dermatite atópica acomete cerca de 15% das crianças no mundo

Idosos

A melhor abordagem para o tratamento de dermatite seborreica depende do grau da inflamação, do tipo de pele da pessoa, dos sintomas e da região do corpo.  

Entretanto, para prevenir a doença em idosos, são indicadas as mesmas ações descritas para um adulto com dermatite seborreica. 

Algumas delas são:

  1. Tomar banhos rápidos e não muito quentes;

  2. Secar bem os cabelos, e;

  3. Evitar o uso de bonés e chapéus.

Confira o tópico “Adultos” para as informações completas.

Leia também: Como prevenir e atenuar a Dermatite atópica

Como melhorar os sintomas da dermatite seborreica

Para melhorar os sintomas da dermatite seborreica é necessário consultar um médico e seguir suas orientações de tratamento.

Contudo, algumas ações e mudanças de hábitos de vida podem aliviar os sintomas e auxiliar no tratamento. 

São elas:

  1. Evite o uso de pomadas, géis e sprays para cabelo, bem como chapéus e bonés;

  2. Não consuma alimentos muito gordurosos ou bebidas alcoólicas;

  3. Controle os níveis de ansiedade e estresse;

  4. Pare de fumar;

  5. Opte por roupas que não retenham o suor, como as feitas com tecidos sintéticos, por exemplo;

  6. Aplique hidratante na pele;

  7. Retire completamente o xampu e o condicionador do cabelo;

  8. Tome banhos rápidos e não muito quentes, e;

  9. Enxugue bem os cabelos.

Conclusão

A dermatite seborreica é uma doença inflamatória crônica que deve ser tratada e que pode ocorrer em vários momentos da vida.

Como vimos, algumas atitudes como utilizar hidratantes diariamente, evitar substâncias que causem alergias e tomar banhos rápidos e com a temperatura da água morna, são dicas que podem ser utilizadas para prevenir a doença.

Contudo, as mesmas dicas são estratégias para melhorar os sintomas da doença em momentos de crise.

A dermatite seborreica não é perigosa, ou contagiosa, mas muitas pessoas ainda têm preconceito com a doença. 

Por isso, é necessário divulgar a informação para conscientizar mais pessoas sobre o tema e diminuir a discriminação.

Além disso, para descobrir o melhor tratamento para o seu tipo de dermatite é indicado consultar um médico e seguir o tratamento indicado.

Leia também:

Conheça os benefícios da vitamina C para a pele

Dermocosméticos ajudam quem se preocupa com a pele

Quais são os cuidados com a pele no verão?

Veja as doenças de pele, cabelo e unhas comuns em crianças pós-férias

Fotos: Shutterstock

Fonte: Guia da Farmácia

#dermatiteseborreicatemcurasim #dermatiteseborreicacid #dermatiteseborreicacomotratar #dermatiteseborreicatratamentocetoconazol #dermatiteseborreicaface #antiinflamatórioparadermatiteseborreica #dermatiteseborreicapdf #dermatiteseborreicashampoo

1 visualização0 comentário