Com apoio de craques do futebol, associação médica lança campanha contra doença genética irreversíve

Com apoio de vários craques brasileiros e da Pfizer, a Academia Brasileira de Neurologia (ABN) acaba de lançar a campanha #PAUSANAPAF, para chamar a atenção para uma doença genética pouco conhecida que afeta milhares de brasileiros: a Polineuropatia Amiloidótica Familiar (PAF), ou paramiloidose. O objetivo da ação é mudar o cenário de desinformação que envolve a doença e incentivar o diagnóstico precoce, criando uma grande rede de mobilização contra a doença nos próximos meses.

Uma das estratégias da campanha #PAUSANAPAF é a criação de uma intensa mobilização nas redes sociais, contando com o apoio de craques do futebol e também de outros influenciadores importantes no meio digital. A ideia é desafiar o maior número possível de internautas a gravar um vídeo em que a pessoa apareça totalmente parada, por alguns segundos, em algum cenário com bastante movimento ao fundo. Depois, basta postar essa “selfie pausada” no facebook ou iInstagram, como forma de aguçar a curiosidade sobre a doença e estimular a busca por mais informações em seu círculo de amizades.

Progressiva e irreversível, a PAF costuma se manifestar entre os 30 e os 40 anos, pausando completamente a vida do paciente. Após os primeiros sintomas, sem tratamento adequado, os pacientes com a patologia enfrentam uma perda progressiva dos movimentos e sobrevivem, em média, por dez anos. “Como os primeiros sintomas da doença se manifestam nos pés, nada mais emblemático do que contar com a participação dos ídolos do futebol nessa causa”, diz o neurologista da ABN, Dr. Acary Souza Bulle Oliveira.

Embaixador da campanha no Brasil, o ex-jogador Cafu destaca a importância do envolvimento do esporte nas questões sociais, especialmente na área da saúde. “O brasileiro ama futebol e tudo que está relacionado a esse universo acaba ganhando bastante destaque. Então, é muito gratificante quando conseguimos aproveitar essa visibilidade para engajar as pessoas em torno de uma causa tão importante, que pode modificar completamente a vida desses pacientes”, afirma.


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo