Canabidiol ameniza efeitos colaterais da quimioterapia

Estudos indicam que medicamentos à base de Canabidiol (CBD) podem ser aliados no tratamento do câncer, amenizando efeitos colaterais da quimioterapia. A HempMeds Brasil, primeira empresa brasileira a obter autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para importar os canabinóides, fornece desde 2015 suplementos farmacêuticos que podem atuar no combate ao vômito, estimular o apetite, melhorar a imunidade, bem como diminuir a dor decorrente do tratamento convencional dos pacientes.

Desde de 2015, a empresa traz dos Estados Unidos extratos de Cannabis ricos em CBD, bem como o CBD isolado. A HempMeds conta com um portfólio de produtos no intuito de oferecer um tratamento personalizado e que mais se adeque às necessidades dos pacientes. Produtos como o RSHO Green Label, por exemplo, tem mostrado resultados clínicos animadores com relação à analgesia e insônia.

Efeitos do uso de Canabidiol na quimioterapia

Estudos ainda em fase experimental, mostram que o CBD pode apresentar efeitos esperados para medicamentos antitumorais: indução de apoptose, autofagia, inibição de mecanismos de angiogênese e metástase, podendo ser configurados como anti-proliferativos, em casos de tumores malignos e benignos, interferindo no avanço e atuando na remissão da doença. Já foi visto, ainda, que o CBD pode potencializar o tratamento convencional, tornando a terapia mais efetiva como um todo.

Aliado aos produtos mais convencionais, ricos em CBD já descarboxilado, vários dos sintomas associados à doença podem ser mitigados. Assim, trazendo maior qualidade de vida ao paciente, deixando-o mais preparado para enfrentar as adversidades da patologia e do tratamento. No entanto, cada caso deve ser avaliado com cautela para encontrar o melhor tratamento e posologia, como explica o Analista de Desenvolvimento Regulatório e Projetos Científicos da HempMeds Brasil, Gabriel Barbosa.

“Primeiro, é importante destacar que a introdução do canabidiol nesse tipo de tratamento não substituiu as orientações e prescrições dos oncologistas para combater o tumor dos pacientes. Portanto, os pacientes que usam o CBD não devem abandonar os tratamentos convencionais recomendados para tratar o câncer”, afirma Barbosa.

Foto: Shutterstock Fonte: HempMeds Brasil

#canabidiol #canabidiolquimioterapia #cbd #cbdquimioterapia

0 visualização0 comentário