Cade aprova saída da Pfizer do Laboratório Teuto

A venda e transferência da participação de 40% que a Pfizer detém no Laboratório Teuto para membros da família Melo, fundadora do grupo farmacêutico brasileiro, foi aprovada, sem restrições, pela superintendência-geral Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). A decisão foi publicada no Diário Oficial da União nesta segunda-feira (31).

No início de julho último, foi noticiado que a Pfizer deixaria sua fatia no Laboratório Teuto, comprada sete anos atrás por US$ 240 milhões, pelo valor simbólico de R$ 1, depois de não encontrar um comprador para a sua participação.

A superintendência-geral Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições a venda e transferência da participação de 40% que a Pfizer detém no Laboratório Teuto para membros da família Melo, fundadora do grupo farmacêutico brasileiro produtor de medicamentos genéricos, segundo despacho publicado no Diário Oficial da União desta segunda-feira (31).

“A Operação não resulta em qualquer sobreposição horizontal ou integração vertical, nem mesmo reforço das mesmas, uma vez que representa o desfazimento da sociedade entre a Pfizer e o Teuto, tampouco em preocupações de natureza concorrencial”, informa parecer divulgado no site do Cade.

Procuradas, Pfizer e Teuto não comentaram imediatamente.

Fonte: G1

Foto: Shutterstock

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo