Aprovada nova opção de tratamento para o câncer

Mais uma opção de tratamento para o câncer passa a estar disponível no mercado. É que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou, nesta segunda-feira (11), o registro do medicamento biológico Mvasi (bevacizumabe).

O produto é o primeiro medicamento biossimilar do bevacizumabe a ser registrado no Brasil e teve seu registro concedido pela via de desenvolvimento por comparabilidade, de acordo com a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 55/2010. O medicamento Avastin foi utilizado como comparador.

Assim, o Mvasi promete ser mais uma opção de tratamento do câncer em diversas esferas. Entre eles:

  1. Câncer colorretal metastático (CCRm);

  2. Câncer de pulmão de não pequenas células localmente avançado, metastático ou recorrente (CPNPC);

  3. Câncer de mama metastático ou localmente recorrente (CMM);

  4. Câncer de células renais metastático e/ou avançado (mRCC);

  5. Câncer epitelial de ovário, tuba uterina e peritoneal primário;

  6. Câncer de colo do útero.

Entenda os biossimilares

Os produtos biossimilares são aqueles biológicos registrados pela via de desenvolvimento por comparabilidade entre o produto desenvolvido para ser comparável e o produto biológico comparador, em termos de qualidade, eficácia e segurança.

A legislação utilizada para o registro de biossimilares no Brasil é a RDC 55/2010. Devem ser apresentados, entre outros requisitos, informações suficientes para predizer se as diferenças detectadas nos atributos de qualidade entre os produtos resultam em impactos adversos na segurança e na eficácia do biossimilar.

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: Shutterstock


GSK e Merck assinam contrato de € 3,7 bilhões para tratamento do câncer

#bevacizumabe #tratamentoparaocâncer #novomedicamento #Mvasi #medicamentobiológico #anvisa #Avastin

0 visualização0 comentário