Anvisa promete agilizar processo de análise de importações

Em encontro no Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos no Estado de São Paulo (Sindusfarma), a gerente da GCPAF-Anvisa, Rosilane de Aquino, apresentou a minuta de formulário com informações complementares sobre importação, com o qual a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pretende agilizar o processo de análise e diminuir a quantidade de documentos que devem ser apresentados no dossiê de importação, por já constarem do banco eletrônico da Agência.

A gerente da Gerência de Controle Sanitário de Produtos e Empresas, Portos, Aeroportos e Recintos Alfandegado também divulgou o link da pesquisa que está sendo realizada sobre o mapeamento da percepção dos despachantes e importadores sobre o desembaraço de bens e produtos anuídos pela Anvisa. O link estará disponível para contribuição do setor regulado até 31/10/2016. A reunião foi promovida em conjunto com a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec ) e o Sindicato dos Despachantes Aduaneiros de São Paulo (Sindasp-SP).

Os principais problemas apontados pelos usuários do sistema, motivos e seus encaminhamentos também foram discutidos no encontro, entre eles: falhas na geração de GRU; códigos de assunto para algumas situações e sua tramitação; falhas de tramitação; tempo de compensação bancária para GRU e prazo para o protocolo; e gerenciamento de risco.

Rosilane afirmou que a Anvisa está aberta a novas sugestões e pronta a dialogar com o setor regulado, para entender os problemas que estão ocorrendo e propor melhorias no sistema. Reforçou que o agente regulador e o setor regulado devem caminhar juntos.

Foto: Shutterstock



0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo